Vale a pena investir em uma viagem de imersão?
10 de Abril de 2018
Veja como a maternidade estimula ao empreendedorismo feminino
13 de Maio de 2018
Mostrar todos

“Quem não comunica se trumbica”: 3 falhas de comunicação que tiram você ou seu negócio do mercado

O velho guerreiro martelou seu bordão que tem tudo a ver com o mercado conectado e globalizado de hoje. Comunicar gera oportunidades e negócios, seja para o profissional ou para o empreendedor.

Em tempos de mercados e empregos virtuais, o imortal “Quem não comunica se trumbica”, que ganhou fama na década de 80 com comunicador Chacrinha, é imprescindível. O tempo todo estamos nos comunicando, seja verbalmente ou por mensagens; seja com o colega da mesa próxima ou com o cliente do outro lado do mundo. Você já pensou se é eficiente neste quesito?

Critério de eliminação de candidatos e prejuízo nos negócios  

Saber se comunicar é um dos cincos principais critérios durante uma seleção de emprego. “É importante a habilidade da comunicação e o envolvimento com pessoas. A falta dessa competência, portanto, pode ser vista como incapacidade para ocupar um cargo”, afirma Mailara Germanowicz, consultora de recrutamento e seleção da Ricardo Xavier Recursos Humanos, em entrevista ao site Empregos.com.br.

Na área empresarial, deslizes comunicacionais chegam a gerar prejuízos financeiros. Em 2014, o Greenpeace internacional perdeu 3,8 milhões de euros (cerca de R$ 11,4 milhões) após um funcionário fechar um contrato sem comunicar a diretoria – ele tinha entendido que estava apto a tomar essa iniciativa após não ter feedback.

Comunicar com o mundo: o inglês é a chave do mercado

Outro ponto é a comunicação em outros idiomas, especialmente o inglês.  Isso deve-se ao aumento de internautas – 48% da população do mundo está conectada. Todo mundo precisa falar “mesma língua” e o inglês é hoje o idioma dominante. Para se ter uma ideia, 60% das vagas de emprego hoje, no Brasil, exigem a língua inglesa.

3 falhas de comunicação mais comuns

Listamos três problemas recorrentes de comunicação que mais prejudicam profissionais e empreendedores, seja numa entrevista de emprego ou numa negociação:

  1. Falta de clareza ao falar – Comunicar é mais que dizer algo: é preciso que o outro entenda. Falar de forma simples, ter ideias objetivas e dizer apenas o essencial é fundamental para que a mensagem seja entendida;
  2. Uso incorreto do idioma – Falar e escrever sem erros gramaticais é imprescindível, seja no português ou no inglês. Pronunciar e dominar o idioma faz parte da clareza. Este ponto é responsável por 80% das eliminações de candidatos em entrevistas de emprego;
  3. Ficar com dúvidas e evitar feedback – Perguntar não ofende e gera segurança para decisões. Esclareça pontos importantes, peça informações detalhadas e não se intimide em pedir ajuda. Solicitar um feedback e avaliar procedimentos também evita falhas na comunicação.

Comunique-se “pra valer”

Para quem tem urgência em melhorar pontos na comunicação, a imersão em cursos que fazem vivenciar suas necessidades é a alternativa.Para driblar as dificuldades em se expressar verbalmente, a sugestão é um curso de oratória que, geralmente, são de curta duração.

Já para dominar, de fato, o inglês, é preciso escapar de falar o português. Melhor se conteúdo for relacionado a suas práticas diárias, como empreendedorismo, mercado de trabalho e até mesmo economia. A dica neste caso é um o programa Business English For Entrepreneurs, uma iniciativa inédita do Impact Hub Curitiba com a empresa Motion Study Abroad.
Serão duas semanas “mergulhados” no tema em uma viagem para Califórnia (EUA).
Saiba mais aqui.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *